Motivos para não ter medo de aprender a programar.

Motivos para não ter medo de aprender a programar.



Fala aí pessoal, tudo bem com vocês?

Resolvi escrever neste POST intitulado “Motivos para não ter medo de aprender a programar” pelo fato de muitos que despertam a curiosidade e a vontade de seguir rumo na área de programação sentir um obstáculo muito grande chamado “MEDO”. Esse sentimento chamado “medo” para alguns tem um grande impacto “psicológico” no aprendizado de uma nova matéria ou disciplina, cujo dito popular e conhecido como “difícil” ou “só para Nerds” e por aí vai.

Aposto que algum de vocês que está lendo este POST neste exato momento tenha desistido em um momento da vida de aprender a programar por “ouvir” que programação é difícil e complicado. Bom, tudo na vida se torna um obstáculo até encontrarmos um caminho para lidarmos com esse obstáculo (“medo”), começando por “alternativas” viáveis para tornar o aprendizado sobre programação mais fácil e interessante.

Vamos ver aqui alguns motivos interessantes para deixarmos de lado esse “MEDO” e encarar a programação como uma área desafiadora cujos obstáculos podem ser encarados.



Motivo 1: Você NÃO PRECISA aprender CÁLCULOS AVANÇADOS e EQUAÇÕES LOUCAS para começar a programar

Você QUER UM MOTIVO muito bom para tirar o MEDO de aprender programação? VOCÊ NÃO PRECISA saber ou realizar equações, cálculos avançados para aprender a programar.

Programar basicamente consiste em seguir SINTATICAMENTE uma série de comandos de uma linguagem de computador para que seu programa possa ser construído. Eu particularmente falando gosto de associar a programação com a gramática da língua portuguesa, visto que a mesma segue uma “regra gramatical” para escrevermos uma frase ou expressão. Na programação basicamente é a mesma coisa.

Motivo 2: Algoritmo NÃO É Logaritmos

Um dos motivos que talvez essa um dos motivos para que um indivíduo desista de aprender programação é pelo fato de ouvir um termo existente na área chamado “Algoritmos”, que associa de forma “errônea” com logaritmos.

Algoritmos e Logaritmos são termos ABSOLUTAMENTE DISTINTOS. Em informática, chamamos de Algoritmos um conjunto de passos (instruções) que devem ser seguidos (executados) passo a passo para que um problema possa ser resolvido. Basicamente o ciclo de um programa de computador nada mais é do que executar algoritmos. Para você ter uma ideia quando você ABRE O NAVEGADOR e digita na barra de endereços https://www.google.com.br e pressiona [ENTER] podemos ver que a página do Google é carregada. Agora a pergunta que eu faço: O que foi executado para que a página do Google pudesse ver visualizada no Navegador? RESPOSTA: Um Algoritmo, ou seja, uma série de instruções passo a passo.

Agora você já sabe o que significa Algoritmos, que é basicamente algo que não tem nada ver com logaritmos.



Motivo 3: Comece pelo PORTUGOL

Bom, esse é um dos motivos basicamente mais discutidos e dividimos que podemos nos deparar quando o assunto é escolher a linguagem de programação para aprendermos a programar.

Quando seguimos na área de desenvolvimento de sistemas de informação, uma das matérias iniciais é a Lógica de Programação e Algoritmos, que é a matéria que qualquer indivíduo precisa saber para construir um programa (seja uma aplicação Desktop, um jogo para Android, um sistema para Web e etc.).

Normalmente em programação há uma discussão muito grande na hora da escolha da linguagem de programação para aprendermos a programar. Chamamos de linguagem de programação um conjunto de comandos e regras sintáticas que devem ser seguidas para que um programa possa ser construído (exemplos: Java, PHP, C, C++, Phyton e etc.).

Atualmente algumas instituições de ensino “defendem“ como aprendizado de Algoritmos linguagens de programação como Java, visto que é uma das linguagens mais populares para a construção de sistemas de informação. O problema que é muitos professores ao INICIAR o ensino de programação com Java, pela primeira vez para alunos que NUNCA VIRAM PROGRAMAÇÃO abordar de imediato uma técnica de programação usada hoje em dia que é PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS (conhecido pela sigla de POO).

Eu, particularmente, apesar de necessário DISCORDO plenamente do aprendizado de Algoritmos em Java com foco direto em POO, para alunos que estão aprendendo pela primeira vez programação. Isso é basicamente um TIRO NO PÉ.

Já conheci muitas pessoas que TIVERAM dificuldade em aprender e compreender programação na faculdade pois muitas já iniciavam diretamente com linguagem Java, onde os professores argumentavam como motivo o fato de ser a linguagens mais popular e que POO todo mundo precisa aprender e etc. e  etc.

Como programador sei que a linguagem Java (assim como todas as outras com ênfase em POO) é muito importante para se aprender, mas não como disciplina inicial.

Acredito que para aqueles que estão aprendendo programação devem começar com uma linguagem conhecida como PORTUGUÊS ESTRUTURADO (ou PORTUGOL), desenvolvida como alternativa a linguagens de programação existentes com comandos expresso em PORTUGUÊS (visto que as linguagens de programação profissionais são americanas).

Algumas das ferramentas de desenvolvimento gratuitas que trabalham com a linguagem PORTUGOL são VisualG e Portugol Studio.

Depois de aprendermos a programar usando o PORTUGOL aí sim podemos evoluir nosso aprendizado escolhendo qualquer uma das linguagens como o Java, entendendo gradativamente o paradigma de Programação Orientada a Objetos.



Dica: Programação é um aprendizado constante

A área de programação é um aprendizado constante, ou seja, vira e mexe sempre há novidades sobre o assunto.

Quando se trata de aprender programação é muito comum sentirmos dificuldades, mas não se preocupe, isso é absolutamente normal.

O que você precisa saber é que o aprendizado deve ser constante (mesmo que seja poucas horas por dia). Programação é algo muito fácil de se esquecer quando iniciarmos pela primeira vez nosso aprendizado, visto que se você somente uma única vez e depois parar, com certeza você vai esquecer. Por isso aconselho (mesmo que seja poucas horas por dia) o estudo dedicado. Seguindo essas dicas, não há motivo para ter medo de aprender a programar, começando pelo básico.

Caso tenha despertado o interesse pela programação, convido a você a baixar gratuitamente meu livro “Algoritmos e Programação: Aprendendo Passo a Passo” (que pode ser obtido clicando NESTE LINK), onde você terá uma introdução a programação de uma forma fácil e simples (podendo adquirir posteriormente uma versão mais completa do meu livro tanto on-line e impressa).

Bom, espero que com essas dicas você tenha encontrado a motivação e a coragem para seguir seu rumo na área de programação.

Se você gostou deste POST, compartilhe com seus amigos e colegas, pois com certeza será de grande importância para muitos.

 

Um forte abraço para todos

Posts Relacionados

1 comentário em “Motivos para não ter medo de aprender a programar.”

  1. Pingback: O que é REALMENTE Programação Orientada a Objetos (POO)? Entenda. – LucianoDEV (Blog)

Deixe uma resposta